Escola Inglesa – As Cervejas Bitter

Atualizado: Jul 8

No post anterior começamos a falar sobre a fantástica escola inglesa de cervejas, envolta em história e cultura. Mas, mesmo contando com alguns dos estilos mais populares e inspiradores do mundo inteiro até hoje, esta é uma escola ainda pouco explorada no Brasil. Afinal, todo apreciador de cerveja que se preze já experimentou Porters, Stouts e Red Ales, mas nem todo mundo conhece a família da Pale Ale britânica.


Sim, estamos falando de uma família. Por mais que conheçamos a Pale Ale como um estilo único, este é um dentre pelo menos cinco: Pale Ale, India Pale Ale e os três estilos Bitter. Por terem uma origem comum, utilizarem basicamente os mesmos ingredientes e apresentarem um modo de produção semelhante, nem sempre é fácil diferenciá-los. Mas isso não significa que não existam diferenças, e muito menos que não seja um prazer explorá-las. Já falamos um pouco sobre os estilos Pale Ale e India Pale Ale no nosso primeiro post sobre cervejas inglesas, mas ficaram faltando as Bitters.


Que tal dar uma olhada mais detalhada nesse grupo e expandir seu catálogo cervejeiro?


Comecemos pelo começo: o nome. Bitter, em inglês, quer dizer amargo, o que indica que a utilização de alguma quantidade de lúpulo é obrigatória para estes estilos. Claro, para aquelas pessoas já acostumadas com altas cargas deste ingrediente, o nível de amargor das cervejas Bitter não será um desafio. Contudo, é preciso lembrar que os estilos ingleses têm raízes históricas, aparecendo muito antes do surgimento dos estilos recentes que exploram quantidades extremas de lúpulo. Ou seja, para os consumidores ingleses da época, os níveis de amargor deste grupo era suficiente para chamá-los de amargos.


São 3 os estilos de cervejas Bitter: Ordinary Bitter, Special Bitter (também chamado de Best Bitter) e Extra Special Bitter (também conhecido como ESB). De maneira geral, estas são cervejas de cor levemente acobreada com adição do típico lúpulo inglês, o que confere aroma e sabor característicos. A diferença entre os estilos é basicamente a potência da cerveja, o que inclui os níveis de álcool e amargor. As Ordinary Bitter, mais leves, têm até 3,5% de álcool e baixo amargor. Já as Special Bitter, intermediárias, têm até 4,8% de álcool e amargor médio. Já as ESB podem apresentar até 5,8% de álcool, e são também as mais amargas do grupo Bitter.


Para quem pode viajar (embora eu me pergunte quem está podendo viajar nestes tempos, não é mesmo?), as cervejas Bitter encontram sua melhor versão sendo servidas diretamente da torneira nos tradicionais pubs ingleses. Contudo, para quem ainda vai levar um tempo até conseguir dar um pulo da Terra da Rainha, existem inúmeras opções de Bitters engarrafadas que estão disponíveis no mercado brasileiro.



Quer uma sugestão? A cerveja Trooper, a Special Bitter do Iron Maiden. Sim, isso mesmo. Não satisfeitos em viajarem para as turnês no seu próprio avião (o piloto, aliás, é o vocalista Bruce Dickinson), a banda de rock inglesa também tem a sua própria cerveja. Demais, né?








O difícil vai ser decidir o que é mais clássico: a cerveja inglesa ou o rock britânico. Na dúvida, fique com os dois! Cheers!



frete grátis para toda a região sul

Porto Alegre | Motoboy | Compras acima de R$ 120 | Prazo: Até 48 horas 

Rio Grande do Sul | Sedex | Compras acima de R$ 120

 

Santa Catarina e Paraná | PAC | Compras acima de R$ 150

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

©2019 by BeerCode.

Gebrau Comercio de Bebidas e Acessórios Ltda.

CNPJ 16.371.123/0002-50 

sac@beercode.com.br