Dar cerveja de presente é uma boa ideia? - Parte 3

Este é o terceiro e último post da série “Dar cerveja de presente é uma boa ideia?” e, a essa altura, você já sabe que a resposta é (claro que) sim. Mas ficou faltando um ponto importante: decidir quando dar (ou não dar) cerveja de presente para alguém, o que vamos abordar a seguir.



3. Quando dar cerveja de presente

Vamos combinar: cervejas artesanais e especiais estão na moda, certo? O que é ótimo, já que ajuda a popularizar a cultura cervejeira e dá fôlego à essa renovada indústria no Brasil. Mais ainda, pessoas que consomem cervejas especiais tendem a fazer uma opção por qualidade ao invés de quantidade, e nem preciso mencionar os benefícios econômicos e em termos de saúde no longo prazo. Isso tudo faz com que cada vez mais a cerveja seja vista como uma forma tentadora de presentear uma pessoa querida. Mas cuidado: há alguns aspectos a serem levados em conta na hora de tomar essa decisão.


Em primeiríssimo lugar, vale lembrar algo que pode passar batido pelos desavisados: quase a totalidade das cervejas contém glúten. O glúten é uma proteína presente em cereais como cevada, aveia, trigo e centeio, e pessoas com Doença Celíaca (intolerância ao glúten) devem evitar o consumo de qualquer produto derivado destes grãos. Como a cerveja precisa ser fabricada com uma proporção mínima de 55% de grãos de cevada segundo a legislação brasileira vigente, esta não é uma bebida segura para celíacos. Atualmente, várias marcas estão fazendo um esforço na direção de retirar o glúten da fabricação da cerveja, tanto através da eliminação do glúten durante o processo de fabricação quanto utilizando outros tipos de grãos livres de glúten, como sorgo e arroz. As opções existem, embora sem a diversidade de estilos das cervejas tradicionais, é claro. Mas mesmo assim, muitos celíacos acabam não desenvolvendo o hábito de tomar cerveja, e não são exatamente apreciadoras desta bebida.


Ampliando este mesmo raciocínio, o glúten não é o único alergênico presente nas cervejas, o que é um fato desconhecido para muitos novatos no ramo. O número de ingredientes possíveis para fabricação desta bebida é imenso, passando por chocolate e lactose, amêndoas diversas, mel, cítricos e uma grande variedade de frutas. Muitas pessoas ainda acreditam que cervejas são fabricadas apenas por água, cevada, lúpulo e levedura, mas essa “regra” se aplica apenas às cervejas alemãs (ainda assim, com exceções!). Quando você encontrar uma cerveja escura com os dizeres “Stout Chocolate” no rótulo, acredite: provavelmente aquela marca utiliza chocolate na fabricação do produto. Portando, leve em consideração eventuais alergias que o seu presenteado tenha e a lista de ingredientes da cerveja que você quer comprar.


Por fim, tenha cuidado com o tipo de cerveja que o seu presenteado costuma consumir. Pessoas mais velhas, que passaram a vida toda tomando a famosa cerveja “Pilsen”, muitas vezes têm dificuldade de gostar de outros estilos de cerveja. Ou seja, o fato de uma pessoa ter tomado cerveja a vida toda não faz dela, necessariamente, uma ótima candidata a gostar de ganhar uma cerveja especial. Lembre-se que as cervejas especiais mais populares geralmente são amargas, frutadas ou têm gosto de café, o que torna imprescindível que você saiba de antemão se o seu presenteado gosta destes sabores na cerveja, ou, no mínimo, que seja uma pessoa aberta a novas experiências gastronômicas.


Mas, para aquele tio que faz cara feia só de ouvir falar em cerveja artesanal, talvez o melhor presente sejam copos, chaveiros, abridores e outros acessórios. Ou uma meia, QUE É ISSO QUE PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE CERVEJA BOA MERECEM. Brincadeirinha, um dia até essas pessoas irão descobrir o mundo maravilhoso das cervejas especiais. Tenha fé! Eu, pelo menos, tenho!

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

No momento fazemos entregas apenas no estado do Rio Grande do Sul.

©2019 by BeerCode.

Gebrau Comercio de Bebidas e Acessórios Ltda.

CNPJ 16.371.123/0002-50 

sac@beercode.com.br